O PC Gamer no Brasil

Ae galera… Beer aqui, fui convidado pelos ilustríssimos Steamtadores para participar da coluna de Hardware que o site estava precisando, estou muito feliz por essa oportunidade e bora lá que agora o negócio ficou sério.

O porquê de eu querer falar dos PCs voltados para gamers vendidos aqui no Brasil:

Só mais um detalhe antes de descer a madeira informar vocês, essa matéria é apenas um INFORMATIVO, em momento nenhum quero julgar o PC (config) que cada um pode ou não pode ter em casa, afinal o budget que cada pessoa direciona para gastar em seu RIG é pessoal de cada um. O que quero com esse artigo é informar vocês e não deixar que sejam passados para trás por uma loja safada, depois de juntar grana o ano todo e comprar seu tão sonhado computador. (Nota do revisor: No lugar de budget você pode ler grana, hue).

Ops, RIG errado.

Ops, RIG errado.

A pegada é a seguinte, estamos em 2014. Jogos estão em alta, vendas de hardware estão em alta, estamos sediando diversas feiras e eventos que jamais imaginaríamos que um dia teríamos aqui no Brasil, temos a famosa Campus Party e Brasil Games Show, podemos colocar até Anime Friends no meio e a novíssima Comic Com Experience (estarei lá!) que apesar de ser voltado para o mundo das HQs vai contar com a presença pesada de diversos fabricantes e distribuidores de hardware e periféricos.

Eu, que sempre me mantenho atualizado com tudo que exista relacionado a computadores, e com a idade que tenho puffff, de verdade mesmo, jamais imaginaria que nosso país fosse ter tanto interesse em computadores. A hype existe e ela chegou para ficar! UHUL!

Antes o que era assunto só de Nerd (termo que também mudou muito desde meus 15 anos para cá), explodiu de tal forma que até aquela sua amiga gostosinha da escola que você jamais imaginaria que sentaria em um computador pra jogar algo, joga. Joga FarmVille, mas joga! E é isso que interessa. O computador deixou de ser algo pra ficar fechado, enchendo de barata e poeira debaixo da sua mesa, e virou algo para ser mostrado e ostentado. Casemodders gastam uma grana preta vendendo seus rins para montar um computador animal, expor ele em uma feira e se tudo der certo, atrair alguns patrocinadores. (Nota do revisor: Zoou com as gurias, espera apanhar de uma online).

Eu falo muito né? Bem, e no meio desse carnaval todo, você certamente vai querer comprar um computador, certo? É claro! Você quer rodar BF e CoD para jogar com seus aBiguinhos na melhor qualidade disponível. E é nessa hora que as lojas vão tirar vantagem de você… (Nota do Revisor: Vão abusar de seus corpos imaculados e… Parei, juro.).

Não quero entrar muito em detalhes de modelos e configurações, sei que muitos aqui são jogadores hardcore, mas nem todos tem obrigação de saber a teoria que existe quando você abre seu gabinete. Se gostarem da minha maneira de escrever, terei o prazer em explicar tudo que for possível e da maneira mais clara nos próximos artigos.

Se pensarmos em um computador básico ele é constituído por:

pc_antigo

Computador antigo, MESMO!

  • CPU (Processador) – Plz não chamem o gabinete de CPU. Ficarei putinho…
  • Placa-mãe
  • Memórias
  • HD
  • Placa de vídeo
  • Fonte
Fiquei Putin.

Fiquei Putin.

Esses 6 itens já bastam para que você possa montar um computador. Sim crianças, dependendo da placa-mãe, o gabinete não é necessário para você ligar seu computador! E para que tudo funcione em harmonia, o ideal é que você compre todos componentes de fabricantes confiáveis, não necessariamente que tenham nome no mercado, ou o que for o mais caro.

E é exatamente nisso que as lojas pecam. Não irei citar nomes, mas para não dizer TODAS, pelo menos 90% das lojas que vendem computadores pré montados e vendedores de Mercado Livre, acabam te vendendo de 3 senão 4 componentes que não prestam, ou que pelo valor pago você poderia adquirir algo um pouco mais interessante.

Lembra quando o Silvio Santos MA OEEE vendia o PC do Milhão nas Casas Bahia e quando você via a placa de venda o que estava no topo? Capacidade do HD! De todos os computadores que já formatei e de todas as pessoas que já ajudei… A maioria só se importava com isso e nem estamos falando de mil anos atrás é algo em torno de 2010 por aí.

Vou usar de exemplo os 3 componentes que as lojas mais usam de sua safadeza, a fonte, a placa de vídeo e a placa-mãe:

A fonte:

psu

Fonte mais potente que temos no mercado atualmente.

Aqui mora o PERIGO, lojas vendendo fontes 100% genéricas que não entregam nem 70% da eficiência prometida, fabricadas com componentes de péssima qualidade. Sabe aquela economia de 50 reais que fez você adquirir esse tipo de produto? Vai te dar muito mais dor de cabeça no dia que der um pico de energia na sua casa e essa belezinha queimar e levar junto todo o resto do seu computador, isso se não pegar fogo e ainda colocar a sua vida em risco.

  • Minha recomendação? Opte por fontes certificadas pela 80 Plus, da marca que preferir e que tenha uma potência compatível com tudo que você irá colocar dentro do seu computador (um RIG básico consome mais ou menos 600w de potência), e uma fonte boa entrega um pouco mais do que isso.

A VGA (O coração dos seus jogos):

vga

GTX Titan Black, roda seus jogos, faz café e ainda limpa a casa pra sua mamãe.

Bom… Quem joga aí desde o período jurássico sabe que antes tínhamos outras fabricantes de VGAs no mercado, mas hoje em dia sobreviveram somente as duas mais fortes, Nvidia e AMD (Intel não conta). Como faz um bom tempo que não compro uma AMD vou utilizar os modelos da Nvidia como exemplo, mas entendam que essa prática se estende as duas fabricantes.

Antes era comum sair somente uma linha com vários modelos com uma diferença de período bem grande (coisa de 1 ou 2 anos), como as empresas não são idiotas a cada 6 meses tem modelo novo no mercado, afinal Money is Money, bitch.

E com isso eles precisam reaproveitar parte da linha antiga, trocar os nomes, adicionar pelo menos 1 ou 2 modelos novos e TA-DA temos aí uma linha completamente nova, e todo mundo vai correr pra vender seu modelo antigo antes que ele desvalorize muito (eu, eu, eu de novo) e irá comprar um modelo mais novo para que seus jogos “continuem” rodando da melhor maneira possível. Infelizmente é um vício e a fabricante se alimenta dele.

Tecnicamente a Nvidia pega um modelo superior antigo (exemplo, GTX 680) renomeia, muda o design e lança com um novo nome (GTX 770), compare as duas, verá que elas são exatamente iguais. Tanto que existem até “hacks” pra renomear a BIOS da placa pro modelo mais novo e ter acesso aos novos recursos oferecidos pela empresa. Até aí tudo bem, a GTX680 é uma vga parruda e muito boa que vai segurar seus jogos durante um bom tempo.

MAAAAAS falemos então da tranqueira incrível GTX750 que é a placa mais vendida nos combos PC GamBers no Bresil. A lógica seria a Nvidia pegar a GTX660, aplicar a matemática e revender como GTX750, mas não é isso que acontece. Eles praticamente destroem a configuração existente, reduzem tudo que podem, para ela ganhar uma diferença razoável da sua irmã mais velha GTX760, se compararmos as duas, veremos que muda tudo. WHY? Gostaria de saber!

  • Filipe, eu tenho uma GTX750, minha vga é um lixo então? Não.
  • Vou conseguir rodar meus joguinhos? Vai, baixando um pouco o AA e outros features, mas vai.
  • É só isso que meu dinheiro pôde comprar, para de falar mal da minha placa. Ok, mas não reclama depois.

Minha dica: Evitem ao máximo pegar a linha base, tanto da Nvidia quando da AMD, como a VGA é importante pros jogos rodarem com fluidez, tentem pelo menos pegar o segundo modelo menos fraco disponível, no caso a GTX760.

A Mobo (Placa-mãe):

mobo

Coisa linda!

O componente mais importante da sua máquina, vai receber, interligar e transferir todos os outros componentes. Infelizmente tenho que citar modelos e vai ser o modelo que 80% do pessoal aqui vai ter em casa, uma Asus P8H61 e suas derivadas, uma mobo com chipset Intel H61 que foi lançado no início de 2011, 3 anos atrás! Que não tem uma performance se quer interessante e é vendida em larga escala até hoje inteirando um combo denominado de “PC Gamer”! Essa placa não foi desenvolvida para jogos nem no dia do lançamento e muito menos hoje, se analisarmos suas configurações veremos que ela está longe de ser a placa ideal para jogar seu BF4 -_-.

  • Por que vendedores apelam pra esse chipset? Baixíssimo custo!
  • Adquirindo uma placa dessas hoje, estarei comprando gato por lebre? Sim!
  • Teria outras opções com um preço parecido e com desempenho superior? SIM, cacete!
  • Quais modelos? Sua irmã mais velha e com chipset atualizado H81 ou até uma H97. Asus, Gigabyte, AsRock, MSI ou qualquer uma das marcas atuais do mercado.

End Game:

700x467-0,34

Galera… É isso, sei que é complicado quando o assunto é relacionado a mexer em nossos bolsos, mas a verdade é essa. As lojas aqui no Brasil SEMPRE vão optar por utilizar três componentes bons e outros 3 médios/ruins para compensar o valor. Não só em questão de MODELOS, mas também quando se trata de MARCAS.

E lembrando que comprar um computador pré-montado é fácil, pois é só comprar e ligar, mas que você pagará pela mão de obra da loja, e uma % a mais também. Comprar peça por peça é mais barato, mas como eu disse, nem todo mundo sabe montar um computador. Algo que não é um bicho de sete cabeças. Só exige cuidado, atenção e informação (disponível de graça e para todos).

Brasil não combina com Black Friday (tudo pela metade do dobro) e nem PC Gamer (sabe de nada inocente) =D

Sobre o Autor

Outros posts de

BeerCode

Meu nome é Filipe, tenho 27 anos sou aficionado em hardware e computadores, lembro até hoje quando foi que ganhei meu primeiro computador e lembro também quando o quebrei pela primeira vez desmontando tudo pra tentar remontar novamente (triste isso). Steamtador de berço, jogos são minha vida (apesar de ter somente uns 20% de games finalizados no meu Steam) sou brasileiro e não desisto nunca, um dia eu termino todos. Estudo Design de Jogos, trampo com suporte técnico em uma “Gringa” show de bola e quero a paz mundial like a Miss Universe.