Re-view #3 – SCP Containment Breach

Sejam bem vindos ao Re-View #3! E preparem-se para manter os olhos bem abertos nessa edição, pois uma simples piscada pode significar a diferença entre a vida e a morte, mas… Será a morte tão ruim em face a todos os terrores que vamos enfrentar em SCP Containment Breach? Me acompanhe e descubra. E lembre-se… Don’t Blink.

O mundo é um lugar cheio de coisas estranhas, isso é fato. E algumas dessas coisas podem ser extremamente perigosas se deixadas soltas por ai! Com essa linha de raciocínio foi criada a S.C.P. (Secure Contain Protect), uma fundação cuja filosofia é proteger o mundo de todo e qualquer elemento estranho que possa por em risco a vida das pessoas, e para isso eles são isolados da sociedade. Agora, o que acontece se uma dessas coisas escaparem? Ou todas?

Nós somos o último baluarte de segurança em um mundo onde as leis da natureza são quebradas.

Nós estamos aqui para proteger a humanidade dos perigos que espreitam a noite, e de pessoas que possuem poderes além de qualquer compreensão mortal.

Nós estamos aqui para tornar o mundo um lugar mais seguro.

Nós somos os detentores de milagres e criadores de sonhos.

Nós somos o motivo do mundo ainda existir.

– Manifesto da fundação S.C.P.

Nesse mundo, você nada mais é do que um prisioneiro no corredor da morte, que para se livrar do seu triste fim, concordou em participar como cobaia em experimentos da S.C.P. por um mês para ser posteriormente liberado de sua sina. Essa história só tem dois problemas… Primeiro que raramente uma cobaia sobrevive por tanto tempo devido às peculiaridades da instituição, e segundo, eles te matam ao final de um mês de qualquer forma hue. Mas é claro que você não precisa saber disso…

O seu nome, ou melhor, seu pseudônimo no jogo é D-9341, e você foi convocado com mais outras duas cobaias para realizar testes no SCP-173, uma bizarra criatura feita de concreto, vergalhões e tinta.  A questão aqui é… Essa belezinha é uma criatura viva, extremamente hostil e muito rápida, não atacando quem está por perto somente nos momentos em que ela está sendo observada diretamente. Por isso que são necessárias três pessoas, para que elas revezem suas piscadas e o SCP-173 fique parado.

SCP-173. Fonte: Fundação SCP.

SCP-173. Fonte: Fundação SCP.

Mas obviamente, alguma merda acontece. Durante o procedimento com o SCP-173 o sistema elétrico da fundação começa a falhar, fazendo com que as luzes ficassem piscando e as portas fossem abertas. Lembra o que eu falei sobre não piscar? Bom, isso não funciona no escuro, e o resultado foi que o SCP-173 matou seus dois colegas, os soldados que estavam por perto, e fugiu pelo sistema de ventilação. Você consegue de alguma forma sobreviver, mas escuta pelos autofalantes que o SCP-173 não foi o único a fugir e que a fundação está fechada até segunda ordem, e agora deve vagar pelos corredores da S.C.P. em busca de uma saída, ou você pode também ficar parado esperando a morte… Sua escolha.

Aqui entra uma mecânica que torna o jogo um tanto quanto agoniante, o sistema de piscar. Você deve controlar quando o seu personagem pisca, e existe uma barra para indicar o quanto ele aguenta ficar de olhos abertos, se passar do limite, ele vai piscar querendo ou não… E acredite, isso pode significar sua morte dentro do terror que a fundação está para se transformar.

Barra de piscadas.

Barra de piscadas.

O seu velho amigo SCP-173 ainda vai aparecer muito durante essa sua jornada, e ao encontrar com ele preste bastante atenção na barra de piscadas do HUD, mas lembre-se que ele não é nem de longe a única ameaça que você encontrará. E ao redor da fundação é possível encontrar diversos relatórios sobre os outros SCP’s que estão contidos no local, muitos dos quais você provavelmente terá o desprazer de ver. Agora para quem nunca jogou, ou deu uma volta pela wiki da fundação, algumas nomenclaturas podem ser um pouco confusas. Afinal, o que significa um SCP ser Euclid? Para que não se perca muito tempo, eu explico. Os SCP’s são separados por classes, e cada qual diz algo a respeito do objeto ou criatura em questão, os significados podem ser vistos na lista abaixo.

  • Safe: São classificados como “Safe” os espécimes que já possuem os seus mecanismos desvendados e seus métodos de contenção podem ser considerados permanentes, ou os que não causam mal a não ser que sejam ativados por alguém.
  • Euclid: São os espécimes que ainda não são completamente compreendidos, e por isso não existe uma forma de contenção definitiva para eles. Essa é a classificação padrão que os espécimes recebem ao serem capturados para a fundação, até serem reclassificados de acordo com o seu grau de perigo.
  • Keter: São os mais perigosos e misteriosos espécimes contidos na S.C.P., e os que recebem essa classificação são considerados uma ameaça tanto para o pessoal da fundação quanto para a humanidade como um todo. Os estudos desses espécimes são focados em melhores formas de conter eles, ou quando isso não for possível, em formas de anular ou destruí-los.
  • Sentinent: Todos os espécimes que possuem consciência de si e do mundo ao seu redor estão nessa categoria.
  • Sapient: Os espécimes mais inteligentes são colocados nessa classificação. Ela na maioria dos casos significa que o espécime em questão também é Sentinent.
  • Autonomus: Aqui entram todos os espécimes que são autônomos de alguma forma.

Essas informações podem ser úteis para a sua sobrevivência, pois próximo as celas de contenção dos SCP’s existe uma placa indicando em quais categorias ele se enquadra.

Agora voltando um pouco para a mecânica do jogo, o controle do personagem se da basicamente em piscar, manter os olhos fechados, correr, se agachar, pegar e usar itens, abrir portas e ativar elementos do ambiente. Basicamente um point-and-click, e você deve tirar proveito dessas habilidades para resolver alguns puzzles e ganhar acesso a novas áreas da fundação, sempre em busca de uma saída.

Boa parte da fundação vai estar mal iluminada devido às falhas que aconteceram no começo do jogo, o que limita bastante o seu campo de visão e torna o jogo mais sinistro, e em algumas áreas você também vai dar de cara com um maldito sistema de gás que fará o personagem piscar antes da hora, mas esse problema pode ser contornado com uma máscara de gás.

Lembra quando eu falei dos puzzles? Bom, um deles é bem perturbador. Para levar um dos SCP’s de volta para sua cela de contenção, você deve sacrificar um de seus colegas cobaias quebrando a perna dele lentamente com uma prensa. Os gritos de agonia desse pobre coitado chamam a atenção do espécime até a sua jaula, onde você poderá prendê-lo novamente, as custas da vida do outro. Quer ter uma noção da coisa? Veja o vídeo abaixo.

Entre todos os SCP’s que você pode se esbarrar, eu cito alguns dos mais notórios.

SCP-106 –  The Old Man

O SCP-106 é um espécime de categoria Keter, e é considerado o segundo antagonista do jogo, visto que ele vai aparecer muito na sua frente. Ele é uma criatura de aparência humanoide, semelhante a uma pessoa de idade (dai vem o apelido dele) que causa corrosão em tudo que toca, e ele é capaz de atravessar matéria sólida. O Old Man tem o habito de incapacitar suas vitimas e posteriormente prendê-las em um mundo compacto criado por ele (Pocket Universe no original).
Minha sugestão para os encontros com essa criança é: CORRE FILHÃO. É morte certa você deixar ele te alcançar, mas para a sua sorte, ele não é muito rápido.

Old Man.

Old Man.

 

SCP-682 – Hard to destroy reptile

O SCP-682 é uma enorme criatura de categoria Keter que lembra um réptil e aparentemente tem ódio a todo o tipo de formas de vida. O seu corpo pode mudar de forma e tamanho em uma velocidade absurda, e ele possui força e reflexos sem igual. Ele consegue se alimentar de basicamente tudo o que coloca em sua boca, sendo orgânico ou não, e possui capacidades regenerativas Wolverine-Like. E por esse motivo, ele é mantido dentro de um tanque de contenção cheio de ácido, de forma a incapacitá-lo.

SCP-682.

SCP-682.

Até a ultima versão lançada do jogo, você não encontra o SCP-682 diretamente, mas pode escutar por várias vezes os seus rugidos, e em um dos finais, você vê ele derrubando um helicóptero Apache.

SCP-079 – Old AI

SCP-079 é um programa de inteligência artificial que possui consciência própria, mesmo tendo um hardware muito ultrapassado, não, sério, é ultrapassado MESMO. O Old AI foi criado em 1978 com o intuito de sempre ir se aprimorando, mas chegou um momento em que ele ganhou consciência e junto com ela, uma enorme vontade de se libertar do seu hardware limitado. Esse espécime possui a classificação de Euclid e Keter, e apesar de não apresentar perigo direto para o jogador, caso ele venha a se conectar com alguma rede do mundo exterior, as consequências podem ser catastróficas.

SCP-079.

SCP-079.

“Po Mauker, legal! Mas quanto custa o jogo?”

Que bom que perguntaram! Para a sorte e alegria de todos, o jogo é grátis, e pode ser baixado diretamente pelo site do jogo. E caso você fique muito perdido, ou queira procurar mais informações sobre a mitologia da S.C.P., você pode acessar a wiki do jogo.

Espero que tenham gostado desse Re-View, e preparem-se para tomar uns bons sustos. Boa sorte tentando conseguir um dos 4 finais! Nos vemos no próximo Re-View, e tenham bons pesadelos.

Sobre o Autor

Outros posts de

Daniel Costa

24 anos, graduado em Tecnologia de banco de dados, empresário, gamer desde sempre, tento ser designer mas sempre acabo fazendo programas feios (T_T), programador web, quase web designer, DBA, porteiro, jardineiro e carteiro nesse blog/page que vossa senhoria está lendo! Um mingo dupal que quase ninguém sancha mas que sempre sabe onde está sua toalha!